Dia do Violeiro é uma justa homenagem à cultura popular brasileira - Marcos Martins

Dia do Violeiro é uma justa homenagem à cultura popular brasileira

Crédito: Ilustração Divulgação

O dia 18 de maio é lembrado em todo o país como o Dia do Violeiro. Especialmente no estado de São Paulo, a figura do violeiro tem importância histórica, que remete aos trabalhadores do campo, a constituição social, política e econômica do próprio estado, desde as bandeiras e dos tropeiros de antigamente até os dias de hoje.
As violas são instrumentos sempre presentes nas romarias; peregrinações a locais sagrados; descanso e lazer dos trabalhadores do campo. São acompanhadas e fazem parte de riquíssimas manifestações do nosso folclore como o linguajar característico do violeiro; danças com indumentária própria; trajes e costumes diferentes daqueles característicos das cidades.
“É de fundamental importância o reconhecimento e valorização do violeiro, este personagem  da nossa cultura popular que traz consigo parte importante da história do estado e de todo o país”, afirma o deputado estadual Marcos Martins, autor da lei que confere à cidade de Osasco o título de capital da Viola. Martins também é autor do Projeto de Resolução que cria na Assembleia Legislativa o Prêmio Inezita Barroso, uma homenagem aos indivíduos, associações ou agremiações que contribuem com a manutenção ou fomento da cultura caipira.

O dia 18 de maio é lembrado em todo o país como o Dia do Violeiro. Especialmente no estado de São Paulo, a figura do violeiro tem importância histórica, que remete aos trabalhadores do campo, a constituição social, política e econômica do próprio estado, desde as bandeiras e dos tropeiros de antigamente até os dias de hoje.

As violas são instrumentos sempre presentes nas romarias; peregrinações a locais sagrados; descanso e lazer dos trabalhadores do campo. São acompanhadas e fazem parte de riquíssimas manifestações do nosso folclore como o linguajar característico do violeiro; danças com indumentária própria; trajes e costumes diferentes daqueles característicos das cidades.

“É de fundamental importância o reconhecimento e valorização do violeiro, este personagem  da nossa cultura popular que traz consigo parte importante da história do estado e de todo o país”, afirma o deputado estadual Marcos Martins, autor da lei que confere à cidade de Osasco o título de capital da Viola. Martins também é autor do Projeto de Resolução que cria na Assembleia Legislativa o Prêmio Inezita Barroso, uma homenagem aos indivíduos, associações ou agremiações que contribuem com a manutenção ou fomento da cultura caipira.