Desmonte na saúde acelera no governo Alckmin - Marcos Martins

Desmonte na saúde acelera no governo Alckmin

Coletivo realiza ato nesta sexta-feira (24) em defesa do hospital
Foto: COLETIVO BUTANTÃ NA LUTA

“Este governo acha que a saúde é mercadoria e não aceita que a população mais pobre seja atendida pelo SUS. Por isso, promovem o desmonte da saúde pública. Querem privilegiar os convênios, ou seja, as empresas privadas”, afirmou o deputado estadual Marcos Martins durante sessão no plenário da ALESP. Martins usou seu tempo de fala para criticar o fechamento do atendimento pediátrico no Pronto Socorro do Hospital Universitário da USP, por falta de recursos e de profissionais.

Segundo o deputado, o desmonte na saúde virou uma marca do PSDB no estado de São Paulo. Além do corte de investimentos no Hospital Universitário, que reduziu o número de leitos, o reitor da universidade dispensou profissionais e promoveu um plano de demissão voluntária.

Marcos Martins destacou ainda a crise das Santas Casas em todo o estado; as obras infindáveis no Hospital Regional de Osasco e os problemas do IAMSPE, que vão desde a falta de convênios até a negligência com o financiamento do sistema que atende os servidores do estado.

“Com o sucateamento da saúde pública, que deveria ser universal e gratuita, aqueles que têm um pouco mais de recursos irão procurar os planos de saúde, mas como ficam aqueles que não podem pagar? Ao invés de resolver os problemas da população, o governador parece mais preocupado em agradar as empresas”, lamentou Martins. Sobre o IAMSPE, o deputado também foi categórico: “Os servidores contribuem com 2% de seu ordenado e se o governo do Estado não entrar com sua parte o sistema quebra. O que eles querem? Mais gente nas Unidades Básicas de Saúde e Hospitais Públicos, que já estão saturados?”, ponderou.

Alunos dos cursos da área da saúde da Universidade de São Paulo se encontram em greve há pelo menos duas semanas e moradores do bairro do Butantã, na Zona Oeste de São Paulo, já organizam uma grande manifestação em defesa do HU para esta sexta-feira (24/11).

Para debater estes assuntos o deputado recebeu, nesta semana, os diretores da Comissão Consultiva Mista do IAMSPE, que participaram da gravação do programa Em Discussão, da TV ALESP.