Mesmo com proibição nacional, o fim do amianto no Brasil ainda é um grande desafio - Marcos Martins

Mesmo com proibição nacional, o fim do amianto no Brasil ainda é um grande desafio

Nesta terça-feira, 24/04, o deputado estadual Marcos Martins esteve no 3º Seminário Estadual Sobre o Amianto, promovido pelo Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, no centro da capital paulista. Com quase 8 horas de duração, o encontro buscou conscientizar agentes públicos e a população sobre os malefícios do amianto, garantindo assim o fim do seu uso no estado, previsto na lei 12.684/07, de autoria de Marcos Martins.

Durante o encontro, especialistas em direito do trabalhador; em medicina do trabalho; além de representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT); da sociedade civil e jornalistas, compartilharam suas experiências e trouxeram contribuições importantes ao debate. “Já avançamos após a proibição em São Paulo e depois em nível nacional, mas ainda teremos décadas nesta luta, porque a retirada e destinação correta destes produtos não são coisas simples”, avaliou Marcos Martins.

Após a exibição do curta-metragem “Não Respire, Contém Amianto”, produzido pela ONG Repórter Brasil, um dos diretores do filme, Carlos Juliano Barros, destacou a importância dos agentes públicos e das políticas de estado na garantia de direitos fundamentais, como a saúde. Karla Freire Batista, coordenadora nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora do Ministério da Saúde, apresentou um balanço da pasta na área.

O encontro, conduzido pela coordenadora técnica da Vigilância Sanitária, Dra. Simone Alves dos Santos, contou ainda com a presença da Dra. Fernanda Giannassi, uma das maiores referências no combate ao amianto no Brasil e no mundo; Eliezer de Souza, presidente da Associação Brasileira dos Expostos ao Amianto (ABREA); o Dr. Luciano Lima Leivas, procurador do trabalho do Programa Nacional de Banimento do Amianto do MPT; e o Dr. Ubiratan de Paula Santos, pneumologista do INCOR.