Em audiência pública, Marcos Martins apoia reivindicação de mais recursos para a cultura - Marcos Martins

Em audiência pública, Marcos Martins apoia reivindicação de mais recursos para a cultura

Crédito: Assessoria/MM

Nesta terça-feira (5/11), a Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa de São Paulo realizou uma audiência pública que discutiu a proposta de aumento dos recursos do Programa de Ação Cultural (ProAC) Editais para o exercício de 2014. Artistas e produtores culturais de várias regiões do estado marcaram presença para acompanhar os debates.

A mobilização teve o objetivo de sensibilizar os parlamentares para que seja votada e aprovada emenda que propõe a destinação de R$ 100 milhões do Orçamento estadual de 2014 ao ProAC. Artistas realizaram um ato percorrendo os corredores da Alesp e concentraram-se no plenário para pressionar os deputados a apoiarem a matéria. Para eles, faltam políticas públicas efetivas e uma gestão integrada que acabe com o trato com a área apenas através de emendas orçamentárias.

Presente à audiência, o deputado estadual Marcos Martins (PT), defendeu a medida e apoiou a reivindicação das diversas associações culturais presentes ao encontro. O parlamentar é autor da Lei 13.547/2009 que reconheceu o município de Osasco como Capital da Viola no Estado, como forma de incentivo à Orquestra de Violeiros da cidade.

Outra ação do deputado, com objetivo de preservar as raízes culturais e manifestações artísticas tradicionais do interior, foi a destinação de verba para a Corporação Musical 24 de Junho, da cidade de Artur Nogueira, que está perto de completar 100 anos.

“Existem editais, tanto da secretaria estadual quanto do Ministério da Cultura, que visam resgatar e preservar o patrimônio cultural das várias regiões brasileiras. É importante valorizar os costumes e raízes de um povo, preservando assim sua identidade”, ressaltou o deputado.

Para Marcos Martins, investir em cultura também proporciona oportunidades a jovens das regiões menos assistidas de nosso estado. “Ao acatar o pedido de emenda à cultura de Artur Nogueira, por exemplo, considerei a relevância do Projeto Retreta, que leva o ensino musical às escolas municipais, para que a cidade do interior de São Paulo esteja literalmente afinada com a expansão cultural do país”, explicou o parlamentar.

Com informações da Agência Alesp