Estado responde ao manifesto e divulga início das operações do centro oncológico em Osasco - Marcos Martins

Estado responde ao manifesto e divulga início das operações do centro oncológico em Osasco

Crédito: Assessoria/MM

Não demorou para que o governo paulista tentasse dar uma resposta ao início da campanha #ChegaDeEspera Eu quero um Centro de Tratamento do Câncer em Osasco, Já!, liderada pela ABREA (Associação Brasileira dos Expostos ao Amianto) e Grupo OncoVida com apoio do deputado estadual Marcos Martins (PT).

A campanha, que já contava com o apoio do prefeito de Osasco, Jorge Lapas, ganhou adesões de peso na última semana, como a do Senador Eduardo Suplicy, do ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha e até do ex-Presidente Lula, além de centenas de pessoas nas redes sociais, o Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira) divulgou que inicia em julho o que chamou de “filial”, ou seja, a primeira unidade satélite fora da capital paulista.

“Consideramos esse anúncio positivo. Ficou claro que o governo quis dar uma resposta à nossa campanha. Mas, como o governador havia feito a mesma promessa em 2013 e até agora nada, só vamos nos dar por satisfeitos quando a unidade abrir as portas e começar de fato a atender a nossa população”, avalia o deputado Marcos Martins.

Segundo as entidades, a campanha pela imediata instalação do centro de tratamento oncológico vai continuar. “A matéria que eles divulgaram afirma que é uma ‘proposta’ do Icesp abrir a unidade em julho. Além disso, informa que os aparelhos de radioterapia só serão adquiridos em dois anos. Então, mais do que nunca, não podemos esmorecer. Não podemos aceitar uma promessa como fim definitivo do caso. A campanha continua até a vitória, ou seja, até que a unidade atenda quem precisa na sua integralidade”, explica Eliezer João de Souza, presidente da Abrea.

2 anos

De acordo com os dados do próprio instituto, Osasco e região responde por 11% dos 36 mil pacientes em tratamento hoje no hospital. A proposta do Icesp é entregar a unidade em três etapas, a partir de julho, oferecendo aos pacientes os procedimentos ambulatoriais como quimioterapia e radioterapia e a consultas com médicos e outros profissionais da saúde. Atendimentos iniciais, como a cirurgia e a internação, continuarão sendo feitos na sede do Icesp, em São Paulo.

A primeira etapa será a quimioterapia. Haverá 12 poltronas para o procedimento. Na primeira etapa também entrarão em funcionamento os consultórios de oncologia clínica, o setor de cuidados paliativos e o atendimento com a equipe multidisciplinar (nutricionistas e psicólogos, por exemplo).

Serão ainda instalados seis leitos hospital-dia (para permanência de curto prazo) para procedimentos que não demandem internação.

A última etapa do projeto será a compra e a instalação de dois equipamentos de radioterapia, o que deve acontecer em até dois anos.

#ChegaDeEspera

A campanha pelo centro de tratamento do Câncer em Osasco está nas redes sociais com a hastag #ChegaDeEspera. Para participar é só escrever em qualquer papel (sulfite, cartolina, post it, etc.) a frase #ChegadeEspera Quero o Centro de Oncologia, Já!, tirar uma foto sua segurando essa frase e postar.