Em Audiência em Campinas, Marcos Martins discute malefícios do benzeno - Marcos Martins

Em Audiência em Campinas, Marcos Martins discute malefícios do benzeno

Na última semana, o deputado estadual Marcos Martins, esteve ao lado do vereador Pedro Tourinho e dos representantes do Sinpospetro-Campinas, o presidente do sindicato, Raimundo Nonato, e o secretário-geral, Biro, durante a Audiência Pública “Lei aprovada: como seguir combatendo a exposição ao benzeno”, na Câmara Municipal de Campinas. O presidente da Fepospetro (Federação dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo) e do Sinpospetro de Osasco, Luiz Arraes, também participou ativamente do encontro.

Durante a audiência, foi debatida a elaboração, a partir das bases sociais; a aprovação, com direito a derrubada do veto do governador e finalmente a aplicação da Lei 16.656/2018, que proíbe o abastecimento de combustíveis após o acionamento da trava de segurança, evitando a liberação do benzeno, substância altamente cancerígena. A lei é de autoria do deputado estadual Marcos Martins.

“Existem lutas de pequeno, médio e longo prazo. Esta é de longo prazo. Agora temos uma lei que dá suporte aos trabalhadores e à população, mas precisamos levar informação para que todos ajudem no controle da exposição ao benzeno nos postos, o que certamente demanda tempo e empenho de todos”, destacou o deputado. O vereador Pedro Tourinho, médico e professor de medicina da PUC Campinas, que encampa esta luta desde seu primeiro mandato, destacou na ocasião os malefícios da exposição ao benzeno, podendo causar diversos tipos de câncer.

A lei entrou em vigor em janeiro deste ano visando preservar a saúde da população paulista e do meio ambiente. Agora, de acordo com Martins, o desafio é fazer com que a lei seja respeitada nos postos de todo o estado através de conscientização. “Apenas na cidade de São Paulo, são mais de nove mil postos com cerca de 232 mil frentistas que estão diariamente expostos ao benzeno. A saúde desses trabalhadores deve ser preservada”, finalizou.

Clique aqui para ver mais imagens!