Marcos Martins discute malefícios do benzeno na Alesp - Marcos Martins

Marcos Martins discute malefícios do benzeno na Alesp

Nessa quinta-feira, 12/4, o deputado estadual Marcos Martins realizou Audiência Pública, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), sobre os desafios da implementação da Lei 16.656/2018, de sua autoria, que visa o combate à exposição da população ao benzeno, substância cancerígena.

Na mesa, estiveram, além do deputado Marcos Martins, o presidente do Conselho Intersindical de Saúde e Seguridade Social de Osasco e Região (Cissor), José Elias de Góis; a coordenadora de Saúde do Trabalhador, da Secretaria Estadual da Saúde, Simone Alves dos Santos; e o presidente da Federação dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo (Fepospetro) e do Sinpospetro de Osasco-SP, Luiz Arraes

“Toda lei precisa ser conhecida pela população. Por isso, estamos realizando um trabalho de conscientização sobre a importância da prevenção ao benzeno. Pretendemos fazer esse trabalho com a ajuda dos frentistas, expostos constantemente à substância cancerígena”, afirmou Marcos Martins.

De acordo com dados da Secretaria da Saúde, dos 9.038 postos de gasolina no estado de São Paulo, 4.137 estão contaminados. Dentre as 645 cidades de São Paulo, 417 sofrem com o contágio. “A inalação do benzeno pode causar desde tonturas, náuseas, dores de cabeça e perda de consciência, até anemia, danos ao sistema nervoso central, fígado e sistema imunológico, até câncer e morte, só para citar alguns exemplos”, explicou Martins.

A Audiência contou também com a presença de dezenas de especialistas, bem como representantes dos trabalhadores frentistas.

Veja mais imagens aqui!